PMN - Partido da Mobilização Nacional

Ética: a chave do progresso

O Brasil, nos últimos anos, vem sofrendo com um vendaval de corrupção e desrespeito ao seu povo. É inegável que chegamos a um ponto crítico de nossa história, chegamos ao ponto em que o eleitor prefere anular seu voto a ter de escolher dentre aqueles que se candidataram ao poder público, para esse fenômeno não há outro nome senão o desgaste da confiança. O brasileiro já não vê saídas na política de seu país, sente-se inseguro em relação aos rumos que este irá tomar.

Com o período eleitoral se aproximando, o que mais se ouve falar é da importância da cidadania, do poder que o povo tem. Mas tem faltado algo essencial para que o valor da democracia faça-se efetivo: a ética. Este que é um dos valores mais antigos presente na constituição das sociedades, desde a antiga Roma e Grécia já se defendia a importância da integridade daqueles que representariam a população, e isso foram à base desses grandes impérios. É fato: um governante não pode ser egoísta e fechar-se em benefício de si próprio, um governante é um homem do povo e, como tal, é para a população que deve olhar, é ela que deve beneficiar.

O indivíduo que se aproveita de um cargo público em benefício próprio e apresenta-se negligente para com seu papel prejudica não só sua imagem pessoal e profissional diante da sociedade, mas a própria representação do país. Diante de um conjunto de parlamentares que agem sem ética, o Brasil torna-se uma referência de um país no qual tal valor não tem espaço.

É imprescindível que vigiemos nossas atitudes e pensamentos, e isso não cabe apenas ao eleitor, mas a todo brasileiro, inclusive àqueles que pleiteiam um cargo público. O eleitor, dado seu poder de escolha política, precisa agir com responsabilidade, escolhendo candidatos cujas carreiras e projetos realmente beneficiem o país. Mas é claro, o eleitor precisa ter opções íntegras, precisa de candidatos que realmente tenham potencial para mudar os rumos do país, que trabalhem para a efetivação da democracia e coloquem a melhoria do país em primeiro lugar. Se o candidato não trabalha com ética, se ele não tem a atenção voltada a sua verdadeira função, nada se desenvolve no país: a educação não transforma, a saúde não funciona, a segurança torna-se ilusória, etc. A ética é um valor capaz de fortalecer

uma nação, unindo o povo ao governo, para que juntos se articulem no crescimento do país.

 Silvano Santos.

Resultado de imagem para Imagem de botão voltar        

     Injection molders